Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Agro
Parceira de trabalho desenvolve rótulos para agroindústria familiar
Já foram beneficiados 17 empreendimentos na região norte do estado.
Terezinha Vilk/Emater/RS
por  Terezinha Vilk/Emater/RS
24/06/2022 16:15 – atualizado há 2 minutos
Continua depois da publicidadePublicidade

Na tarde desta quinta-feira (23/06) no Instituto Federal do Rio Grande do Sul-IFRS -campus Erechim ocorreu a solenidade entrega do projeto de rótulos e embalagens para as agroindústrias familiares. A parceria foi construída em conjunto pelas equipes técnicas da Emater/RS-Ascar, IFRS, Prefeitura de Erechim e o Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (CAPA).

Este é o segundo ano desta parceria que desenvolveu rótulos para agroindústrias familiares. Já foram beneficiados 17 empreendimentos na região norte do estado. No evento estiveram presentes, o gerente regional da Emater/RS-Ascar de Erechim, Gilberto Tonello, extensionistas rurais, o representante da direção do IFRS, Alexandro Adário e o diretor de ensino, Demian Boaroli, e representando o CAPA ,Joao Foschiera.

Tonello destacou a importância de qualificar a rotulagem e o marketing. A agroindústria é uma ferramenta para agregação de valor aos produtos da agricultura familiar que também é uma das ações da Emater/RS-Ascar. A professora Andreia Mesacasa, coordenadora do projeto pelo IFRS, salientou importância da interação com as agroindústrias para a equipe de trabalho do projeto e para os alunos/bolsitas a oportunidade de aplicar os conhecimentos obtidos no curso.

O extensionista rural engenheiro agrônomo e responsável pela área de agroindústria na região administrativa do Escritório Regional de Erechim, Carlos Angonese, reforçou a importância da parceria destas entidades para os produtores proprietários de agroindústrias, no sentido de destacar de maneira mais eficiente os produtos das agroindústrias familiares, perante os demais e como coroamento do trabalho executado pela extensão rural no fomento a construção e legalização das agroindústrias, além de ter sua identidade visual qualificada. Angonese manifestou desejo de seguir com a parceria e ampliar as ações para outras agroindústrias que também podem ter sua identidade visual qualificada.

João Foschiera ressaltou o bom funcionamento do programa de extensão do Instituto Federal, à medida que consegue interagir com a as agroindústrias e suas famílias.

O representando a direção do Campus Erechim, Alexandre Adario reforça a conjunção de forças para agregar valor e qualidade nas ações regionais. Este trabalho, está na comunidade, vai além dos nossos muros. O IFRS está à disposição para agregar e ampliar parcerias e colaboração. Para o diretor de ensino Demian Boaroli, as instituições de ensino vão além da educação, temos a extensão curricular e universitária. A extensão são e uma forma de levar a expertise da equipe técnica para a comunidade.

A produtora Andreia Felski da agroindústria Rio de Sabores, do município de Carlos Gomes, agradeceu ao IFRS pela elaboração dos rótulos e logotipos. Já a agricultora Sandra Piovesan que produz queijos e doce de leite, em Barão de Cotegipe, considera muito importante o rótulo por sua importância visual e também pelas informações técnicas que deve conter. Ela contou que usará o novo logotipo em queijo autoral que estão desenvolvendo. “É importante contar com o conhecimento altamente qualificado dos professores da instituição, na contribuição com as agroindústrias pode diferenciar a apresentação dos já conhecidos e qualificados produtos das agroindústrias familiares.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE