Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Ciência
Chuva de meteoros terá pico na madrugada de quinta-feira
Fenômeno poderá ser visto sem a necessidade de qualquer equipamento de astronomia aqui no Brasil.
Correio do Povo
por  Correio do Povo
20/10/2021 14:09 – atualizado há 20 horas
Continua depois da publicidadePublicidade

A chuva de meteoros Orionídeos terá seu pico na madrugada de quinta-feira (21) e poderá ser vista sem a necessidade de qualquer equipamento de astronomia aqui do Brasil.

Foto: Observatório Espacial Heller & Jung / Divulgação / CP

Segundo o professor e diretor do Observatório Espacial Heller & Jung, Carlos Fernando Jung, para acompanhar o fenômeno, o observador deve olhar em uma posição entre o nordeste e o leste da sua posição. Como o Sol nasce ao leste, basta olhar um pouco para a esquerda. Espera-se que 15 meteoros possam ser vistos cruzando o céu a cada hora.

"A partir da meia noite já é possível visualizar mais meteoros. Às 3h é um horário mais apropriado e com mais possibilidades de se ver o fenômeno", explica o especialista. "O ideal é se posicionar em um local que possui menos luminosidade. A poluição luminosa das cidades e até mesmo da Lua Cheia pode prejudicar a visualização do fenômeno."

A chuva de meteoros ocorre todos os anos a partir dos detritos deixados pelo cometa Halley no espaço, que passou pela Terra pela última vez no ano de 1986.

Esse cometa passa pela região da órbita da Terra no Sistema Solar a cada 76 anos, mas todos os anos podem ocorrer quedas de fragmentos maiores ou menores deixados por sua passagem.

O nome do fenômeno tem relação com o radiante, ou seja, região no céu de onde os meteoros parecem entrar na atmosfera terrestre. Como pela perspectiva de um observador a chuva de meteoros tem origem na constelação de Orion, recebe o nome de Orionídeos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...